Ache a Especialista >

CONCURSOS PÚBLICOS

CONCURSOS PÚBLICOS

advocacia-brasilia-concursos-publicos

Como dito na apresentação de nossa página, a sociedade brasileira vêm passando por inúmeras transformações, que afetam diariamente a vida dos brasileiros, máxime no aspecto social e econômico. A grande maioria de estudantes e universitários tem buscado o aprimoramento nos estudos, visando uma alocação no mercado de trabalho, principalmente no setor público. Isso se reflete no número cada vez mais crescente dos chamados concurseiros, que cada vez mais se tornam especialistas em estudar para concurso público.

A Vilar, Alvim e advogados associados não se olvidou desse grupo tão específico de indivíduos. Sabemos do grande sacrifício imposto a essas pessoas para alcançar o tão sonhado cargo no serviço público! Não são raras as vezes em que referidos candidatos são preteridos pela Administração Pública, sob os mais estapafúrdios argumentos, tais como: reprovação em exame psicotécnico, questões de provas não anuladas, ainda que sem previsão editalícia; erros materiais em correções de provas subjetivas; eliminação arbitrária do certame, dentre tantas outras ilegalidades. Há casos ainda em que o candidato é aprovado em todas as fases do certame, dentro do número de vagas, e ainda assim não é nomeado para tomar posse no cargo que prestou concurso.

Dessa forma, sensíveis a tais problemáticas, as advogadas associadas atuam nessa área do direito, objetivando corrigir referidas irregularidades, reparando-se eventuais injustiças contra os incansáveis concurseiros. Desse modo, o escritório atua na defesa dessas pessoas, realizando o seguinte trabalho:

  • Recurso administrativo em questões objetivas e subjetivas, dispondo a referida sociedade de professores renomados para ultimarem referidos recursos;
  • Contratação de psicólogos especializados em testes psicotécnicos, permitindo o questionamento de referidos testes junto a banca do concurso público. Dessa forma, o recurso administrativo fica mais embasado e tem mais chances de êxito, inclusive para futuro questionamento na via judicial;
  • Mandados de segurança e pedidos de liminares para garantir a continuidade do indivíduo no concurso público, evitando-se assim a perda de uma chance;
  • Ações ordinárias com pedido de antecipação de tutela, para aqueles casos em que não for mais cabível a ação constitucional do mandado de segurança;
  • Questionamento judicial de exigências desarrazoadas em edital de concurso.
VOLTAR